Não estamos mais vivendo no mundo, estamos vivendo em nossa cabeça

Ao praticar o silêncio, você consegue por os pensamentos de lado e desta forma você consegue abrir a porta para seu interior, consegue mover-se para dentro de si e encontrar sua própria inspiração.

Quando não estamos apenas pensando, e sim perdidos no pensamento, nós ultrapassamos o ponto de virada: não estamos mais vivendo no mundo, estamos vivendo em nossa cabeça. A mente quer entender, quer uma resposta racional para tudo, porém algumas respostas não podem ser obtidas pela mente. Podemos estudar as teorias do amor, mas só sabemos o que é o amor quando sentimos o amor. O conhecimento é o mapa. A experiência é o território real.

Quando estamos dispersos, estamos em outro lugar que pode ser bem longe da realidade presente a nossa volta. Pensar por si só não é um problema, pensar torna-se problema quando estamos perdidos no pensamento e entramos num mundo que nos desconecta da realidade da vida. O que fazer então?

Não é possível parar de pensar apenas desejando parar de pensar ou dizendo para mente parar de pensar. Na verdade, nosso objetivo nem é parar de pensar. Estamos sugerindo que você aprenda a se conectar e viver a realidade e aprender com ela. Ou seja, é preciso experenciar para trazer um verdadeiro aprendizado para você. Ao invés de pensar sobre algo, podemos nos sintonizar diretamente com algo. Ter a experiência direta ou invés de divagar sobre a experiência. Quando uma pessoa fala para você que tem um filme muito bom no cinema, o mais engraçado é que mesmo sem você ter visto o filme é capaz de dizer a outra pessoa que tem um filme muito bom no cinema, mesmo se você ter visto o filme. Ainda tem mais, depois que você ver o filme, você nem gosta tanto dele assim. O que acontece aqui é bem claro. O que pode ser bom para um, não necessariamente é bom para outro. E você já estava falando do filme, sem nem ter vivido a experiência de assistir ao mesmo.

Através dos pensamentos conhecemos indiretamente algo sobre uma experiência. Enquanto no modo de atenção pela podemos descobrir outro tipo de conhecimento. A Experiência direta proporciona que possamos entrar em contato com os sentimentos em relação ao que está acontecendo e está conscientização se torna o próprio conhecimento.

Podemos planejar uma viagem, pegar dica com alguns amigos e até ver fotos de uma determinada cidade ou ponto turístico, trilha, etc. Fazer a viagem e estar presente nestes locais são experiências muito mais ricas e verdadeiras, são reais. Não é porque lemos ou sabemos de algo que verdadeiramente significa que aquilo é verdade para cada um de nós. Muitos vivem como um papagaio repetindo palavras, sem nunca ter vivido nada relacionado a ela. A sugestão de viver a experiência direta é que você possa falar a partir da sua experiência e não através dos seus pensamentos.

Impermanência da vida

Ver beleza na impermanência da vida é algo desafiador, porém, bastante possível e libertador. A partir do momento que aceitamos isso, saímos dessa necessidade de controle, que é a raiz dos nossos sofrimentos, doenças, medos, expectativas e angústias. Nosso momento atual está sendo uma oportunidade única para aceitarmos e reconhecermos

Leia Mais »

Conheça 5 mitos e verdades sobre meditação !

Sem dúvida alguma nossa geração vive uma vida agitada, de muito trabalho, muitas tarefas, muitas responsabilidades e muitas cobranças. Todos esses fatores vão se acumulando e gerando cargas negativas, um peso e muito estresse sobre nossa mente e corpo. Para aliviar o estresse e ansiedade entra a meditação, essa prática

Leia Mais »

Mindfulness e o mundo corporativo

O mundo corporativo tende a ser bastante atribulado e corrido. Prazos apertados, projetos importantes e metas a serem alcançadas fazem parte da rotina atribulada de algumas empresas. Em contra partida, estamos cercados de várias distrações que comprometem nossa produtividade e nosso foco.         Uma olhadinha nas redes sociais, uma mensagem no

Leia Mais »

O que o cérebro revela sobre gratidão

Novas pesquisas esclarecem a fisiologia da gratidão, aproximando-nos da capacidade de compreender e aproveitar os benefícios para a saúde dessa poderosa emoção. Imagine que você está fugindo de uma caçada aos nazistas e é levado sob a proteção de um estranho. Esse estranho passa o inverno fornecendo comida e abrigo

Leia Mais »

Google e o seu programa de Mindfulness: Search Inside Yourself

Os programas de mindfulness (atenção plena) tem se tornado cada vez mais comum dentro das empresas ao redor do mundo. Gigantes do mercado já apostam nas técnicas para melhorar a produtividade, criatividade e atenção de colaboradores, gestores e lideres. Hoje daremos o exemplo da gigante do mundo da tecnologia a

Leia Mais »

Qual a diferença entre mindfulness e Meditação?

A meditação nos últimos anos vem se fazendo presente na vida das pessoas e ela nada mais é do que aprender e entender a mente para acalmá-la e acabar com o sofrimento humano. Existem mais de 500 tipos de meditações, elas variam de acordo com a cultura e tradições espirituais

Leia Mais »
Shopping Basket