Crie o Hábito de Meditar e Transforme sua Vida!

Segundo Compromisso: Não leve nada para o lado pessoal

No post de hoje, vamos abordar o Segundo Compromisso do Guia Liberdade Pessoal de Don Miguel que diz: Não Leve nada para o lado pessoal.

Inclusive, não deixe de conferir o Primeiro Compromisso, caso ainda não o tenha feito, para dar os primeiros passos em direção a essa mudança completa na sua vida.

Afinal, esse segundo compromisso tem sua origem a partir do primeiro, funcionando como um esquema contínuo de elevação pessoal.

Vamos começar!

Segundo Compromisso: Não leve nada para o lado pessoal

não leve nada para o lado pessoal

O Segundo Compromisso do guia surge como uma necessidade de evitar levar as coisas que acontecem a sua volta para o lado pessoal, ainda que isso seja comum.

Imagine, por exemplo, quantas vezes, você estava andando pela rua, alguém passou por você, riu e você logo imaginou estarem rindo de você.

Geralmente, esse tipo de situação é decorrente das nossas próprias inseguranças, medos ou dúvidas.

Dessa forma, ao sair de casa com uma roupa que você não se sente totalmente confortável ou quando está indo para um local que será avaliado, outras sensações vêm à tona.

Então, você pode ter a impressão de que as pessoas estão falando de você.

Ao mesmo tempo, essa categoria de comportamento é comum em pessoas que dão elevada importância para a opinião de terceiros.

Ou mesmo para aqueles que acreditam serem muito valiosos, relevantes e mais importantes no mundo.

Afinal, se você pensa que tem relevância, que é superior, faz sentido imaginar que as outras pessoas estão sempre te observando.

Entretanto, a grande realidade da vida é que, na maior parte do tempo, tudo o que os outros falam ou fazem tem relação apenas com eles mesmos.

Portanto, a sua existência não é tão interessante assim para eles. Chocante, não?

Porque é tão comum pensar assim?

Ainda que seja um comportamento aprendido e reforçado, essa importância pessoal é algo nocivo para a vida humana.

Levar para o pessoal revela uma expressão máxima de egoísmo porque mostra o quanto você acredita que as coisas são sobre si.

Mais importante que isso, esse tipo de comportamento é bastante reforçado nos núcleos familiares.

Pense quantas vezes ouviu expressões como:

  • Vista-se bem porque as pessoas vão reparar;
  • Não demonstre fraqueza para o mundo;
  • Seja sempre educado e superior aos demais;
  • A forma como você se comporta reflete na sua família/amigos/empresa, etc.

Portanto, está sempre trazendo a ideia de si mesmo, de sua importância para as outras pessoas.

E, por isso, Miguel relata nesse segundo compromisso: “Nada do que os outros fazem é motivado por você. É por casa deles mesmos”.

Basicamente, cada indivíduo vive no próprio mundo, na sua mente e considerando suas próprias necessidades.

Mas não é fácil pensar assim, porque acaba tirando você de um pódio de importância que você mesmo se colocou.

Um exemplo prático para entender isso é considerar que alguém faça o seguinte comentário a você: “Nossa, você está gorda”.

É possível que, até aquele instante, você não tenha pensado sobre isso ou mesmo que tenha, e esteja confortável e feliz com o seu corpo/peso.

A realidade é que este comentário diz mais sobre o outro do que sobre você.

Na prática, aquele indivíduo está lidando com crenças, opiniões e sentimentos que só dizem respeito a ela.

Não leve nada para o lado pessoal

O segundo compromisso vem como uma medida de evitar que você lide com o lixo emocional de terceiros.

Afinal, quando você “pega” as crenças do outro, todo esse peso passa a ser seu, fazendo com que se sinta ofendido e frustrado.

Isso também acontece porque você tenta lidar com esses comentários e ações defendendo-se, ou seja, busca estar certo.

No exemplo acima, quando alguém diz sobre o seu peso, você tenta se justificar, apontar erros ou mesmo direciona a atenção para o outro.

Então, você acaba dizendo coisas como:

  • Não engordei, só estou um pouco inchado;
  • É que essa roupa não me favorece;
  • Você já se olhou no escolho hoje? E assim por diante.

Ao fazer isso, como tentativa de defender a si e suas crenças, acaba criando conflitos internos/externos.

Logo, é essencial que você comece evitar levar tudo para o lado pessoal, incluindo as coisas que a sua própria mente diz.

Já que, muitas vezes, as vozes internas podem ser resultado do que os outros disseram a você.

Por isso, é preciso avaliar melhor as coisas, discernir verdade de mentiras e preparar a sua mente para se desfazer de crenças e pensamentos negativos.

Você deve acreditar em si e na sua capacidade de mudança e elevação, mas não espere que os demais sejam verdadeiros e aceite as pessoas como elas são.

Acredite ou não, mesmo as pessoas que você mais ama podem mentir, omitir, serem falhos e ferirem outros.

Benefícios e mudança do Segundo Compromisso

Ao começar esse processo de mudança, você passa a sentir uma leveza interna incrível, porque deixa de se limitar e de lidar com as crenças dos outros.

Da mesma maneira, isso traz uma nova visão de mundo, outros olhos, e evita uma série de mágoas.

Quando você passa a não levar para o lado pessoal, as coisas que o outro diz não o magoam e não o atingem, pois você sabe no que acreditar.

Assim, reduz sentimentos como:

  • Raiva;
  • Ciúme;
  • Inveja;
  • Arrogância;
  • Tristezas;
  • Medos;
  • Culpa, etc.

A mudança do segundo compromisso começa com toda essa percepção, fazendo com que você se sinta bem e leve as coisas de forma mais leve.

Estando feliz e sem levar para o lado pessoal tudo ao seu redor fica bem.

Sendo assim, escreva esse recado no espelho do banheiro e na porta da geladeira, para lembrar-se a todo instante: Não leve nada para o lado pessoal.

Então, o que achou desse compromisso? Já conhecia ou já pensou dessa forma?

Comenta aqui embaixo e já comece a aderir esse a sua vida e não perca os próximos que estão por vir!