O poder da presença

Há um certo tempo, nossa sociedade está passando por processos emocionais um tanto quanto desafiadores. Com isso, muitos de nós, estamos encontrando dificuldade em estar e se manter no momento presente. Não conseguimos estar presentes em uma conversa informal com um amigo, não estamos presentes no caminho que fazemos até o trabalho, não estamos presentes tomando um banho, nem mesmo presente em nossa própria companhia.

Como sabemos disso?

Nossa cabeça está sempre em dois momentos que não é o agora: passado ou futuro.

Na conversa com o amigo, estamos pensando numa reunião que teremos amanhã, na ida ao trabalho não estamos desfrutando da paisagem, nem mesmo prestando atenção nas placas de trânsito por que o nosso foco é chegar mais depressa ao destino, quando vamos tomar banho o foco é terminar o banho e não desfrutar daquele momento. Conseguem entender?

Esses dois movimentos (estar no passado ou no futuro), são os grandes responsáveis pelas conhecidas “doenças do século” – depressão e ansiedade. Depressão nada mais é que excesso de passado, já a ansiedade excesso de futuro.

O número de pessoas que vivem com depressão/ansiedade, segundo a OMS, está aumentando – 18% entre 2005 e 2015. A estimativa é que, atualmente, mais de 300 milhões de pessoas de todas as idades sofram com a doença em todo o mundo. O órgão alertou ainda que a depressão figura como a principal causa de incapacidade laboral no planeta (incapacita muito mais que um câncer).

 
De acordo com a OMS, cerca de 5,8% da população brasileira sofrem de depressão e ansiedade – um total de 11,5 milhões de casos. O índice é o maior na América Latina e o segundo maior nas Américas, atrás apenas dos Estados Unidos, que registram 5,9% da população com o transtorno e um total de 17,4 milhões de casos.

A mente presa nesse fluxo do tempo nos faz acreditar que precisamos de muito para sermos felizes, se tornando uma crença limitante em nossas vidas.

E como a meditação mindfulness pode ajudar nesse processo?

Mindfulness é a sua capacidade de prestar atenção no que está acontecendo, aqui e agora. Esse movimento faz com que consigamos se desprender desse fluxo do tempo que é o gerador de tanto sofrimento e angustia. Através de práticas diárias, nossa mente passa por uma reprogramação e passamos a perceber/valorizar coisas nunca pensadas antes.

Sabemos que em muitos casos de depressão/ansiedade, se faz necessário um acompanhamento médico, uso de alopáticos e terapia. Nestes casos, a meditação vem para auxiliar e dar suporte a todo processo.

Estar presente no aqui e no agora é desafiante, mas só assim conseguimos relaxar e confiar no fluxo da vida. Nunca houve um momento em que a nossa vida não foi agora, nem nunca haverá. Precisamos desfrutar desse poder da presença.

Shopping Basket