Crie o Hábito de Meditar e Transforme sua Vida!

7 curiosidades sobre Meditação

As curiosidades sobre meditação envolvem o início dos tempos, com o surgimento da prática, até os dias atuais, com tantas histórias cercando o tema.

Dessa maneira, você pode ter algumas dúvidas ou mesmo ter escutado alguma história bacana sobre o assunto sem saber se é real ou não.

Então, confira aqui alguns dos principais pontos incríveis dessa prática milenar capaz de mudar completamente a sua vida!

1# Meditação e religião: tem alguma relação?

curiosidades sobre meditação

Para entender melhor essa ideia, vale destacar que a meditação surgiu há milhares de anos e tem suas raízes nas religiões orientais.

O destaque está no Budismo.

Entretanto, a meditação e a religião são duas questões completamente distintas, sem nenhuma relação, mas que você pode escolher relacionar.

Em outras palavras, não tem nenhum cunho religioso e pode ser praticada independentemente da sua religião.

Não à toa, é muito indicada para as escolas, empresas e comum entre os ateus. Porque traz benefícios sem nenhuma divindade.

Ao mesmo tempo, existem pessoas que relacionam a meditação a religião porque se sentem mais confortáveis dessa maneira.

Ou seja, ao meditar, você pode recitar alguma oração, direcionar seus pensamentos a algum Deus e assim por diante.

No geral, a meditação é usada, principalmente, como uma maneira de promover o autoconhecimento, chegar a própria essência e ligar o corpo a mente.

2# O que é o tal do mantra “Om”?

Uma das curiosidades da meditação é o mantra “Om”, que ficou mais conhecido por ser reproduzido no cinema.

Ou seja, você pode já ter visto alguém dizendo que iria meditar e ficava repetindo esse mantra sem parar.

Em resumo, mantras são palavras, frases ou mesmo sons que servem para auxiliar na atenção/meditação.

Assim, os mantras são muito usados na meditação porque criam um padrão de repetição que facilita a atenção e foco, evitando que você se desconcentre.

Além disso, muitos praticantes relatam que isso melhora a capacidade de chegar a própria essência ou de manter a calma interior.

Porém, você pode ou não escolher repetir o mantra e ainda pode escolher outro, já que existem diversas opções.

Inclusive, muitas pessoas optam por meditar de forma guiada ou mesmo ouvindo música, sendo algo bastante individual.

3# Curiosidades sobre meditação: pensar ou não pensar?

Uma das dúvidas que surgem nos iniciantes da meditação em Recife e mindfulness é a ideia de não pensar em nada, ou seja, ficar com a mente completamente limpa.

Se você já tentou fazer isso e não conseguiu, acredite: não há nada de errado nisso.

De forma geral, o cérebro é altamente invasivo e está sempre buscando maneira e “completar” o vazio, trazendo pensamentos à tona.

Por isso, especialistas afirmam ser praticamente impossível não pensar em nada durante longos períodos.

Assim, não se trata de não pensar, mas de permitir que o pensamento seja fluído, sem nenhuma categoria de pressão ou plano.

Então, ao invés de ficar atrás do pensamento, você permite que as informações cheguem até você e passem, sem se manterem presos ali.

Justamente por isso, algumas pessoas usam o Japamala, um cordão sagrado de diferentes tamanhos usado para contagem.

Esse cordão pode ser de 27, 36, 54 ou 108 com contas, nós, meru, tassel ou marcadores.

4# Experimentos voltados para a saúde

Decorrente de todas as vantagens da meditação e mindfulness, as pesquisas vêm acontecendo há vários anos e, muitas delas, envolvem experimentos incríveis.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), por exemplo, já realizou diversas pesquisas relacionando a meditação com a resolução de fortes traumas.

Além disso, é uma das práticas mais usadas em estudos de Transtorno de Estresse Pós-Traumático, TEPT, doenças cardíacas, depressão, ansiedade e tantas outras.

Da mesma forma, os experimentos mostram que a meditação tem um impacto profundo no cérebro.

Como resultado, reduz e combate o estresse, déficit de atenção e atua de forma preventiva para um aumento na qualidade de vida.

5# Posições entre as curiosidades sobre meditação

A posição de lótus é uma das mais conhecidas da meditação, já que tem uma referência profunda na cultura oriental e no surgimento da prática.

Porém, não se trata de uma posição obrigatória.

Pelo contrário, a maioria dos praticantes não consegue ficar longos períodos nessa posição.

Já que envolve ficar com as pernas totalmente cruzadas e a coluna ereta.

Assim, existem muitas outras posições que você pode escolher para praticar, incluindo apenas ficar sentado, com os ombros relaxados, ou mesmo deitado em uma superfície lisa, como um colchonete.

Uma curiosidade bacana que cabe aqui é a ideia de horário, já que muitos acreditam que o ideal é sempre meditar pela manhã, com o nascer do sol.

Mas você pode praticar em qualquer horário e garantir todos os benefícios.

A única recomendação é evitar a meditação depois da alimentação, já que as refeições pesam no organismo e fazem o seu corpo entrar em modo de pausa.

Logo, você pode acabar sentindo sono.

6# O que é o Nirvana?

O nirvana é a palavra budista que se refere a um estado completo de libertação do ser humano a tudo o que é material.

Assim, você alcançaria um estado espiritual superior que traria a extinção do sofrimento.

Em síntese, toda a ideia nasceu com Buda, que teria alcançado esse resultado através da meditação, seguindo diversas etapas até a paz interior completa, seguindo todos os ensinamentos.

Vale destacar que esse conceito é amplo e envolve ser paciente, praticar a generosidade, ético, ser atento e muitos outros passos.

Sendo assim, é um modo de vida completo, com intenções e comportamentos corretos, praticando o correto e entender a realidade das coisas.

Mas pode ficar tranquilo, o nirvana é mais um estado do que um objetivo, onde você pode meditar e alcançar a mudança diariamente, melhorando a sua vida e promovendo o autoconhecimento.

7# Bad Trip

Por fim, vale destacar que algumas pessoas relatam que a meditação causou uma bad trip, uma experiência ruim e até perturbadora.

Geralmente, os relatos falam sobre a sensação de “sair do próprio corpo/mente”, despersonalização, episódios transitórios ou mesmo sinais de ataques de pânico e ansiedade.

A Super Interessante publicou um artigo completo, com a opinião de vários profissionais, estudos e relatos que valem a pena serem conferidos.

Porém, a maioria desses relatos se referem a práticas ruins, falta de conhecimento ou mesmo a crenças ligadas a prática.

Então, a recomendação é começar gradualmente, focar no autoconhecimento e, na dúvida, apostar em um personal trainer para uma meditação personalizada.

Para saber tudo sobre o assunto, confira os demais posts aqui da página, tire suas dúvidas e confira tudo sobre a nossa Mentoria.