Qual a diferença entre mindfulness e Meditação?

A meditação nos últimos anos vem se fazendo presente na vida das pessoas e ela nada mais é do que aprender e entender a mente para acalmá-la e acabar com o sofrimento humano.

Existem mais de 500 tipos de meditações, elas variam de acordo com a cultura e tradições espirituais ao redor do mundo.

Se você já é um praticante da meditação ou esta começando suas buscas para aprender esta arte agora, já deve ter se deparado com a palavra “Mindfulness”.

Mindfulness anda lado a lado com a meditação, mas você sabe o que ele significa e quais as diferenças?

Neste artigo sobre meditação e mindfulness, a mais consciente trabalha as diferenças e desmitifica cada uma das práticas para você.

Mindfulness – O que é

Apesar de possuir em suas raízes conceitos da meditação budista (busca pela serenidade) o mindfulness ensina a pessoa a ter foco e atenção.

O mindfulness não controla a mente, ele ensina a pessoa a desenvolver a capacidade de estar focado no momento presente, em outras palavras você desenvolve a consciência. Também é um conjunto de práticas que treinam a pessoa para desenvolver um estado de atenção plena.

O mindfulness é um exercício que pode ser praticado durante todo o dia, afinal ele é o ato de prestar atenção e estar presente de corpo e alma em qualquer local.

Suas diferenças

Três passos básicos diferem o mindfulness da meditação, esses passos são:

  • Não há a utilização de mantras, o mindfulness utiliza o corpo e a respiração;
  • Sua base de formação e aperfeiçoamento é a ciência moderna e suas pesquisas;
  • Utiliza os benefícios das práticas milenares (principalmente o budismo) de forma laica, sem vínculo com religião.

Meditação – o que é

A meditação engloba muito mais coisas que o mindfulness, a meditação busca centralizar suas energias na serenidade e controle da mente do ser humano.

Direciona as energias da pessoa para atrair e mentalizar coisas boas.

A meditação é uma prática que deve ser realizada em um momento reservado apenas para isso, toda a concentração deve estar voltada para as energias desejadas.

Além disso, a meditação utiliza artifícios como mantras, repetições de palavras/frases para potencializar as energias que deseja conquistar.

Afinal, qual escolher e praticar?

É errado dizer que você fazer um ou fazer outro, de modo geral às duas práticas se completam.

Comece refletindo sobre o que você quer melhorar. Atenção plena e constate consciência do presente ou paz interior e controle da mente?

Claro que tanto a meditação quanto o mindfulness tem seus benefícios, mas porque não começa praticando um pouco de cada para ver qual dos dois te agrada mais.

O importante é adotar uma prática que você realmente goste de fazer e se sinta bem em estar realizando.

Para mais informações consulte nossos professores na Mais Consciente, aqui temos profissionais altamente qualificados prontos para lhe instruir e tirar qualquer dúvida.

E ai gostou desse artigo? Caso tenha se interessado a Mais Consciente oferece um curso de meditação e Mindfulness em Recife, um curso prático que dentro de 8 semanas, você vai estar aprendendo a dominar as técnicas da prática.

Impermanência da vida

Ver beleza na impermanência da vida é algo desafiador, porém, bastante possível e libertador. A partir do momento que aceitamos isso, saímos dessa necessidade de controle, que é a raiz dos nossos sofrimentos, doenças, medos, expectativas e angústias. Nosso momento atual está sendo uma oportunidade única para aceitarmos e reconhecermos

Leia Mais »

Como começar a praticar mindfulness?

Manter a atenção plena no dia a dia é uma tarefa bastante difícil, porque há uma série de ações que devemos concretizar e que nos deixam, em determinados momentos, preocupados e angustiados. Para fugir dessa situação, uma excelente alternativa é começar a praticar mindfulness (modalidade de meditação)Segundo com uma pesquisa

Leia Mais »

A Busca pela Felicidade

Vivemos nossa vida numa busca incansável pela felicidade. Já pararam para pensar que essa busca é o combustível que move a humanidade? É ela que nos força a estudar, trabalhar, ter fé, construir casas, realizar coisas, juntar dinheiro, gastar dinheiro, fazer amigos, brigar, casar, separar, ter filhos e depois protegê-los.

Leia Mais »

Autocompaixão

Você pratica a autocompaixão?          Vida corrida, acúmulo de tarefas, cobranças… Tantas obrigações diárias nos levam a prejulgamentos e análises rigorosas sobre nós mesmos e os outros. Boa parte delas bastante cruéis e injustas. Falar sobre autocompaixão e, consequentemente, sobre autoconhecimento, pode ser uma fonte geradora de empatia entre nós,

Leia Mais »
Shopping Basket