Os 7 maiores desafios de um iniciante na meditação, como supera-los?

Não é de hoje que você deve ouvir falar da meditação e seus benefícios, não é mesmo?

E mesmo sendo essencial para nossa vida e extremamente benéfica à meditação ainda impõe algumas barreiras para algumas pessoas.

Mas como tudo que é bom não vem fácil, primeiro é preciso entender quais são suas dificuldades na hora de meditar, encarar estes obstáculos e aprender a solucioná-los.

Só assim, depois deste processo você realmente irá incorporar a meditação na sua vida e tornar esta prática algo regular e de extrema importância para você.

Vamos juntos entender quais são as dificuldades mais comuns encontradas por quem está começando a meditar.

1. Falta de tempo

Como lidar com a falta de tempo para meditar

Como lidar com a falta de tempo para meditar

Posso afirmar com toda a certeza que a falta de tempo é o maior obstáculo para quem está começando a meditar.

Vivemos em um mundo louco, onde o tempo não para, muitas vezes às 24 horas do dia se tornam poucas para realizar tantas tarefas e tantos trabalhos.

Mas posso te passar algumas dicas de como você pode meditar durante o dia.

A primeira dica é: utilize seu tempo de espera para meditar.

Ao todo passamos quase 60 minutos por dia esperando, seja na fila para almoçar em um restaurante, no mercado, banco ou então no transporte para ir ao trabalho, às vezes dentro de um ônibus ou dentro de um carro em um engarrafamento.

Percebe que em diversos momentos você está “parado”?

Use isso ao seu favor, a meditação não precisa ser necessariamente sentada, basta você relaxar, e se fazer presente naquele momento.

Perceba como está sua respiração, observe seus movimentos, observe a batida do seu coração, mentalize coisas boas, deseje ter um bom dia de trabalho, uma boa viagem de volta para seu lar, uma noite tranquila de sono.

Segunda dica: pratique a meditação quando estiver com seu animal de estimação.

Reserve um tempo do seu dia para levar seu cachorro no parque, além de ser bom para o seu animal (ajuda a desestressar) pode te ajudar a separar um momento para meditar.

Quando estiver caminhando, observe os pássaros, as árvores, sinta o vento tocar sua pele, respire com calma, aprecie o ar puro, observe seus passos e o caminhar do seu cachorro.

Se você morar próximo a um parque que tenha uma vista bonita, aproveite este momento com seu cachorro e vá meditar. Sente-se no chão e relaxe, observe a paisagem, faça carinho no seu animalzinho.

Mesmo se você tiver um gato e ele não for acostumado a sair com coleira para passear, aproveite os minutos que você brinca com ele, acaricie seu pet, sinta a pelagem do seu animal.

Estes exercícios simples podem ser uma ótima alternativa para você começar a meditar.

A última solução para a falta de tempo para meditar é dizer para você aproveitar alguns momentos do seu dia, ao acordar, depois do café, depois do almoço, depois do jantar, antes de dormir, durante estes períodos sempre sobram alguns minutinhos.

E se sobrar 5 ou 10 minutos que seja, utilize estes minutos para sentar no conforto da sua casa e meditar, a meditação no lugar de uma sonequinha pode ser mais valiosa.

2. Mente muito agitada

Meditação para mentes agitadas

Meditação para mentes agitadas

Já foi explicado em outro post “05 Mitos sobre a Meditação” que é mentira dizer que a meditação ensina a pessoa a manter a mente limpa, sem pensamentos.

O correto é dizer que a meditação nos ensina a ser observadores dos nossos pensamentos, ou seja, olhar com mais clareza para aquilo que temos em mente.

Devido à rotina estressante que vivemos é normal estar com um turbilhão na mente e mais difícil ainda é conseguir relaxar.

Mesmo aqueles que meditam há muito tempo às vezes não conseguem organizar os pensamentos e está tudo bem, o importante é não se frutar e não se deixar abater com isso imaginando que esta fazendo algo de errado.

3. Desconforto físico

Desconforto fisico na meditação

Desconforto físico na meditação

Além deste desconforto mental de estar com um turbilhão de pensamentos, o desconforto físico também pode atrapalhar na hora de meditar.

Algumas pessoas não possuem a flexibilidade necessária para sentar-se em posição de lótus ou apenas de pernas cruzadas normalmente.

Outro desconforto pode ser ao sentar-se em almofadas que não suportam seu peso, com o tempo você vai ficando torto e ficando desconfortável.

A solução para este problema é testando, experimente meditar sentado no sofá, cadeira, cama ou em um banquinho. Alguma posição será boa e você vai conseguir relaxar.

4. Tédio e sono

Tédio e sono na hora de meditar

Tédio e sono na hora de meditar

É tão difícil desacelerar os pensamentos que quando conseguimos fazer isso sentimos aquela sensação de estar na hora de dormir e ai vem o sono.

Ou então quando você desacelera os pensamentos, não sobra muitas coisas para fazer, então também nos resta ficar entediado.

Esses dois fatores, sono e tédio são os principais motivos do abandono da meditação, a pessoa fica tão desmotivada sem saber como lidar com esse relaxamento que acaba taxando a meditação como algo ruim.

A única solução é que você persista, continue meditando, conforme se acostumar com essa desaceleração você irá aprender a sentir seu corpo e como é bom estar vivo!

5. Espera por resultados imediatos

A meditação é um processo e um progresso. Se praticado diariamente e da forma correta, com o tempo você irá aprender a sentir seu corpo e as energias positivas em sua mente.

Não ache que começando a meditar hoje você já vai notar as melhoras e os benefícios da meditação, leva tempo, é preciso ter calma e paciência.

6. Não perceber o progresso

Quando começamos a meditar queremos resultados imediatos, conforme o tempo passa e a nossa prática melhora não percebemos o progresso e os seus benefícios.

É mais fácil outra pessoa perceber nossa evolução e melhora no humor (por exemplo) do que nos mesmos, e é completamente normal que não notemos as mudanças e evoluções, muitas vezes não nos vemos com tanta clareza.

É como se você convivesse com uma pessoa que está de dieta e não percebesse os resultados com tanta clareza igual um conhecido que a vê ocasionalmente.

Portanto, não fique preocupado com as recompensas, se preocupe em fazer corretamente e os resultados virão. Se preocupe com o presente.

7. Estabeleça uma prática regular

Apesar de uma das soluções apresentadas para a falta de tempo seja meditar quando estamos esperando, esta também pode ser uma barreira em alguns casos.

É importante determinar e separar um momento do dia para sentar-se e realmente meditar, se não levarmos a meditação realmente como uma obrigação outras tarefas se tornarão mais importantes e tomarão o tempo desta atividade.

Um dia você deixa de meditar para passar uma roupa, outro dia você deixa de meditar para adiantar um serviço ou trabalho, no outro dia você está exausto e tudo que quer é ler um livro ou assistir algo que goste para relaxar. O tempo vai passar e quando perceber vai fazer 1 mês desde a última vez que você meditou.

Portanto, reserve um momento do seu dia apenas para sentar e realmente meditar, não precisa ser muito, de 5 a 10 minutos é o suficiente para quem está começando, e afinal, é melhor meditar 5 minuto todos os dias do que meditar apenas alguns dias na semana.

Conclusão

A meditação pode até parecer algo difícil no começo, você pode até dizer que pra você não funciona ou que você não serve para isso.

Mas a meditação é para todos e com o método certo, você obterá ótimos resultados em um curto espaço de tempo.

Caso queira aprender a dominar as práticas da meditação e do Minfulness conheça nosso curso. Clique aqui!

 

Autorresponsabilidade – assumindo as rédeas da sua vida.

Uma palavra que vem sendo bastante ouvida e usada nos últimos tempos…Temos o costume de colocar nas mãos do outro a responsabilidade das nossas alegrias e dos nossos sofrimentos. Você já parou para pensar nisso?Desde cedo, por medo das consequências, criamos o péssimo hábito de transferir a culpa para os

Leia Mais »

Impermanência da vida

Ver beleza na impermanência da vida é algo desafiador, porém, bastante possível e libertador. A partir do momento que aceitamos isso, saímos dessa necessidade de controle, que é a raiz dos nossos sofrimentos, doenças, medos, expectativas e angústias. Nosso momento atual está sendo uma oportunidade única para aceitarmos e reconhecermos

Leia Mais »

Como começar a praticar mindfulness?

Manter a atenção plena no dia a dia é uma tarefa bastante difícil, porque há uma série de ações que devemos concretizar e que nos deixam, em determinados momentos, preocupados e angustiados. Para fugir dessa situação, uma excelente alternativa é começar a praticar mindfulness (modalidade de meditação)Segundo com uma pesquisa

Leia Mais »

Google e o seu programa de Mindfulness: Search Inside Yourself

Os programas de mindfulness (atenção plena) tem se tornado cada vez mais comum dentro das empresas ao redor do mundo. Gigantes do mercado já apostam nas técnicas para melhorar a produtividade, criatividade e atenção de colaboradores, gestores e lideres. Hoje daremos o exemplo da gigante do mundo da tecnologia a

Leia Mais »

A Busca pela Felicidade

Vivemos nossa vida numa busca incansável pela felicidade. Já pararam para pensar que essa busca é o combustível que move a humanidade? É ela que nos força a estudar, trabalhar, ter fé, construir casas, realizar coisas, juntar dinheiro, gastar dinheiro, fazer amigos, brigar, casar, separar, ter filhos e depois protegê-los.

Leia Mais »
Shopping Basket